Início Site

Em inserção na TV, Braide muda o tom e mostra verdades sobre Duarte Jr.

0

Sempre apresentando propostas – desde que iniciou o programa eleitoral -, o candidato do Podemos, Eduardo Braide, precisou mudar a estratégia e o tom, após inúmeros ataques do seu rival, Duarte Jr. (Republicanos).

Inicialmente, foi mostrado um habeas corpus impetrado por Hildélis, denunciado supostamente por bater e pisotear uma idosa, na escola particular onde estudava. À época, o Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão (TJMA) teria negado o pedido.

Logo em seguida, foi mostrado mais um caso de suposta agressão, onde a vítima, desta vez, seria um idoso com problemas cardíacos. O caso teria acontecido numa clínica da capital.

A vítima teve que se refugiar para apanhar, diz o vídeo lançado ontem no programa eleitoral gratuito.

Duarte teria suplicado perdão perante o Juiz para não ser condenado.

Outro ponto levantado foi a questão da homofobia, onde foram resgatados áudios que mostram áudios atribuídos a Duarte, onde o ex-PROCON teria chamado um consumidor de “viado safado”.

O vídeo vai além e mostra como o candidato apoiado por Flávio Dino estaria tratando as pessoas com doenças, onde ele, supostamente, diz:

Isso aí só pode ser hidrocefalia ou falta de massa cinzenta [cérebro] na cabeça.

Outro áudio, também atribuído a Duarte, mostra como o candidato a Prefeito estaria tratando as  ludovicenses, quando ele teria determinado que uma de suas funcionárias passe sabão numa outra mulher. Isso deixou em alerta, sem sombra de dúvidas, o eleitorado feminino. Duarte ainda ameaça quebrar seu celular, mostrando descontrole e fala palavras de baixo calão, como “cocota” e “cacete”.

E navalha com áudios de Duarte Jr. assediando moralmente seus subalternos.

Eu não posso ter pena de ninguém porque na hora que eu me foder, ninguém vai tá do meu lado! Ninguém!

“Na guerra, a verdade é sempre a primeira vítima.”

0

Senhoras e Senhores, essa frase é de um grego chamado Ésquilo. Ele é considerado O Pai da Tragédia Grega. E depois de assistir às tragédias reais, tragédias norte americanas, tragédias no Reino Unido e na França e à mais recente tragédia ocorrida no Brasil, todos nós somos forçados a reconhecer que o povo negro, a quem eu represento, que a gente pobre descendente de Zumbi e de Dandara, irmãos e irmãs de Negro Cosme e de Maria Aragão, vive todo dia uma guerra cruel. E, apesar de haver quem insista em afirmar que essa guerra não existe, tentando assim, VITIMAR a VERDADE, os fatos falam por si sós. E contra fatos, não há argumentos.
Mas, você pode estar se perguntando: “- O que é que essa questão tem a ver com a eleição de São Luís?” Se olharmos um pouco mais de pertinho, veremos que tem tudo a ver!
“Na guerra, a verdade é sempre a primeira vítima.”
O primeiro turno desta eleição foi uma grande batalha e o Braide foi, pela vontade do povo, o grande vencedor! Ganhou em todas as urnas de São Luís!
O segundo turno desta eleição será, também, uma grande batalha. Eu diria até que será uma batalha maior ainda porque é nessa segunda batalha que definiremos quem vencerá a guerra.
São Luís do Maranhão está entre as capitais do Brasil com maior população afro descendente e isso significa que nós, homens e mulheres que fazemos política com responsabilidade social e humanista, não podemos permitir jamais que eles vitimem a verdade, MENTINDO PARA A NOSSA GENTE.
“Na guerra, a verdade é sempre a primeira vítima.”
A VERDADE e á primeira vítima. E O POVO é A MAIOR!
Resgatarmos a VERDADE e fazê-la vitoriosa: ESSE É O NOSSO DESAFIO!
Duarte jura de pés juntos que o exame do LACEM é mentira!
O LACEM, órgão do Estado chefiado pelo principal apoiador do Duarte – o governador Flávio Dino, atesta que Duarte é que é o mentiroso!
O povo de São Luís quer muito saber A VERDADE!
Porém, uma certeza já está mais do que EVIDENTE: LACEM, Flávio Dino e Duarte Júnior estão todos DO LADO DE LÁ! Do lado do 10! O lado do 10respeito à verdade.
“Na guerra, a verdade é sempre a primeira vítima.”
Quando eu era menino, aprendi com a minha mãezinha o que eu tenho certeza que a sua mãe também lhe ensinou: “- Meu filho, a gente se une, mas, não se mistura!” Eu confesso que sabia que mamãe estava me dizendo pra eu ter colegas e amigos. Mas que ela não queria me ver andando de “patota”. (É o novo!) Mas eu só fui entender o conceito com a minha professora de ciências lá no Liceu: Ela derramou um pouco de azeite dentro de um copo de água. E ela toda letrada repetiu as mesmas palavras de mamãe que sempre teve poucas letras: “- Eles se unem mas não se misturam!”
A atitude do Duarte de pedir perdão: É 10!
A atitude de Rubens em perdoar: Também é 10!
Porém, quando O Rubens Jr. Afirma que Duarte é Bolsonaro e que Duarte trocou um Flávio ( O DINO) por outro Flávio (O BOLSONARO) essa fala mostra que eles NÃO DEVERIAM SE MISTURAR JAMAIS! Só que, agora, no segundo turno, querendo ganhar de qualquer jeito, como sempre denunciou Neto Evangelista, Rubens se une com Duarte e ambos se misturam com os DOIS FLÁVIOS, matando uma VERDADE ou dando VIDA A UMA MENTIRA!
E eu pergunto Ao povo de São Luís: “- Isso aí que se EMBOLA, DÁ PRA RESOLVER?”
Do lado de lá eu não sei! Do lado de lá fazem 10CASO da VERDADE e da inteligência da gente!
Mas, do lado daqui nós iremos ganhar a batalha e iremos vencer esta guerra.
Talvez, de tanto repetir PROCOM, PROCON e mais PROCON, o 10preparado ACABOU SE ESPECIALIZANDO EM PROPAGANDA ENGANOSA!
E é por isso que em nome da verdade, em nome de Maria Firmina, de João do Vale, de Alcione. Em especial de Jerô, de Ney Belo e de João Francisco e de Aroucha, todos ilustres negros pedetistas, de Antonio Vieira, de Dona Teté e de Lia Varela é que ampliaremos as vozes das urnas bradadas no primeiro turno.
O brado da Ilha é Braide! 19 é o que é o que o POVO diz!
Meu voto é 19 para a VERDADE e o progresso de SÃO LUÍS!

Por Fábio Câmara

Fábio Câmara leva multidão em adesão a Eduardo Braide

0

Em noite sexta feira (20) de muita festa e alegria Fábio Câmara, levou uma grande multidão em sua adesão ao apoio a campanha do segundo turno do candidato a prefeitura de São Luís do Maranhão Eduardo Braide do Podemos.

Mesmo não conseguindo atingir a quantidade de votos necessária para se eleger pelo PDT Fábio Câmara mostrou prestigio e encantou o candidato do Podemos se tornando um grande aliado na corrida pela prefeitura de São Luís.

Em discurso empolgante Fábio, fez simbologia entregando a rosa do Partido Democrático Brasileiro ao então candidato que levou as milhares de pessoas aos aplausos emocionando a todos os presentes.

Eduardo Braide tem conseguindo diversos apoios para o segundo turno e com certeza a ida do PDT, foi um dos mais importantes para conseguir o pleito da eleição municipal.

Quase 200 mil eleitores deixam de votar, anulam ou optam pelo voto em branco em São Luís

0

A eleição de 2020 foi marcada pela pandemia da covid-19, tanto que três candidatos a prefeito de São Luís foram abatidos pela doença. Porém, o medo e a insegurança em relação a doença trouxeram um impacto ainda maior, o percentual de abstenção foi enorme.

Mais de 140 mil pessoas deixaram de votar e isso, aliado aos votos brancos e nulos, pode ter sido decisivo para o resultado final da eleição.

Em 2020, 20,92% do eleitorado ludovicense deixou de votar, representando 146.455 eleitores. Em 2016, esse número foi de 14,07% representando 92.830 ausentes. Foram 50 mil ausentes a mais, o que pode ter sido decisivo para eleição de alguns vereadores.

Os votos nulos e brancos se mantiveram estáveis. Em 2016, 16.535 votaram em branco e outros 25.449 anularam. Já em 2020, esse número ficou em 16.683 votos brancos e 24.786 votos nulos.

Somando os ausentes, nulos e brancos foram 187.924, isso representa mais de 27% do eleitorado de São Luís.

O percentual poderia ter sido suficiente para garantir uma vitória de Eduardo Braide no primeiro turno ou até mesmo ter colocado Neto Evangelista no segundo turno.

Historicamente, no segundo turno o percentual de ausentes é ainda maior, e isso pode ser mais uma vez decisivo.

Operação da PF prende 20 pessoas e R$ 27 mil em espécie no Maranhão

0

Uma operação da Polícia Federal, na madrugada deste domingo (15), intitulada “Vôo da madrugada”, foi realizada com o objetivo de combater as propagandas eleitorais ilegais no dia das eleições municipais.

A operação foi realizada nas cidades de Caxias e Imperatriz.

Na cidade de Caxias, Maranhão, Policiais Federais conduziram para a Delegacia 12 (doze) pessoas, que estavam em frente a um local de votação arremessando “santinhos” de um candidato a vereador. O fato ocorreu às 02h00 da madrugada.

No momento da abordagem, os Policiais encontraram as pessoas que andavam em 2 veículos cheios de santinhos, cartazes, colas e bandeiras com o nome do então candidato a vereador pelo município de Caxias. Os envolvidos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Federal junto com os veículos e o material encontrado.

Em outra ação, também em Caxias, a Polícia Federal conduziu para a Delegacia da PF cinco pessoas que foram flagradas em atividade de boca-de-urna. O fato ocorreu ás 7:05hs em uma seção eleitoral da cidade.

Os indivíduos foram flagrados por um fiscal distribuindo material de campanha (santinhos e adesivos) de uma candidata a vereadora e um candidato a prefeito. Todo o material foi apreendido e após a confecção das peças os autuados foram liberados e se encontram a disposição da Justiça Eleitoral.

Já em Imperatriz, por volta de 05 horas da manhã, foram conduzidas três pessoas para Delegacia da PF por terem sido flagradas derramando “santinhos” de um candidato a vereador em frente ao INSS.

No carro dos conduzidos foram encontrados vários santinhos e uma bandeira do candidato, além de latinhas de cerveja e uma pequena quantidade de substância branca armazenada em um pequeno saco plástico.

Operação contra corrupção eleitoral em Guimarães

Mais de R$ 27 mil foram apreendidos durante uma operação da Polícia Federal com o objetivo de apurar o crime de corrupção eleitoral no município de Bequimão, a 75 km da capital.

A “Operação Quodomo1” investiga esse crime que teria sido supostamente praticado por cabo eleitoral de candidato a prefeito e de diversos vereadores do município.

A partir de notícia de crime encaminha pela Justiça Eleitoral de Guimarães contendo imagens demonstrando um intenso fluxo de pessoas entrando e saindo de uma residência em um bairro da cidade, a Polícia Federal realizou diligências complementares que também indicaram a utilização de tal casa para a realização de pagamentos pela compra de votos.

Dentre essas diligências, uma equipe da Polícia Federal realizou abordagem de pessoas que saíram da casa e localizou valores e material publicitário de candidatos na posse dessas pessoas.

Além do dinheiro, a operação também apreendeu uma grande quantidade de material publicitário e o aparelho celular do proprietário do imóvel.

Após isso, com base em representação apresentada pela Polícia Federal o Juiz Eleitoral da 30º Zona Eleitoral em Guimarães expediu um mandado de busca e apreensão para a residência.

A Polícia Federal dará continuidade às investigações e se confirmadas as suspeitas os investigados responderão pelo crime de corrupção eleitoral, previsto no Art. 299 do Código Eleitoral (Lei nº 4.737/65), com pena que pode chegar a 4 anos de reclusão, além de multa.

PF apreende R$ 27 mil em espécie em operação contra corrupção eleitoral em Guimarães

A legislação eleitoral permite que até a véspera da eleição os candidatos distribuam material de campanha. Contudo, a distribuição de qualquer tipo de propaganda eleitoral, no dia da eleição, é ilegal.

Assim, além de politicamente incorreta e ecologicamente repudiada, essa prática configura crime de propaganda eleitoral irregular (art. 39, §5º, II da Lei 9.504/97) e crime ambiental (art. 54 da Lei 9.605/98), cujas penalidades são detenção, de seis meses a um ano e reclusão, de um a quatro anos, respectivamente, além de multa.

Nós: Câmara de São Luís terá o primeiro mandato coletivo

0

O primeiro turno das eleições municipais ocorreu no último domingo (15) e após a apuração das urnas foi determinado os vereadores eleitos em São Luís para a legislatura 2021-2024. Nas eleições deste ano houve 6 candidaturas coletivas em São Luís, em sua maioria, formadas por jovens.

Carla Rose Tassia (PT)

Composto por três mulheres – a estudante Carla Alcântara, a militante Rose Frazão e a cantora Tássia Campos – a chapa Carla Rose Tássia concorria pelo PT.

“Se tá faltando gênero feminino nesse poder e tá, vamos logo ocupar esse espaço com três, ainda que em um único mandato”, declararam.

Sou Porque Somos (PSOL)

Pelo PSOL, há o Sou Porque Somos, formado por Carlos Wellington, ativista LBGTQI+, e a professora Dani. Para Carlos, um dos objetivos é romper com a política personalista, que põe o indivíduo do político acima da sociedade: “não é uma pessoa que vai representar. Tem todo um coletivo que pensa, formula e implementa a legislatura”.

Coletivo NÓS (PT)

O coletivo Nós, que também é formado por militantes do PT, conta com seis pessoas: Jhonatan Soares, Flávia Almeida Reis, Delmar Matias, Eunice Costa, Maria Raimunda e Eni Ribeiro, que moram em diferentes bairros rurais e periféricos de São Luís.

Segundo eles, esses locais são deixados ao relento pelo poder público, “por isso a ideia de trabalharmos o mandato coletivo com representantes de áreas estratégicas para garantir a visibilidade que nossa população deve ter”, explicou o grupo.

Juntas (PSOL)

O PSOL também lançou uma candidatura coletiva formada apenas por mulheres o Juntas, composta por Keysse Dayane, Nuccia Kaufmann, Pricila Aroucha e Cassandra Cardoso. Keysse e Pricila são quilombolas. Uma de suas principais bandeiras é a luta pelo desencarceramento.

Movimento Participa (PT)

O terceiro grupo lançado pelo PT é o Movimento Participa, formado por quatro estudantes com idade entre 19 e 24 anos: Bruno Cacau, Ester Lopes, Arthur Mendes e Camila Pedrosa.

“Nossa proposta é romper com o método tradicional, é reoxigenar e renovar a política, buscando a aproximação com as ruas”, afirmou Bruno Cacau, um de seus membros.

Elas (PCdoB)

O PCdoB lançou a candidatura Elas, coletivo de cinco mulheres: Josy Gomes, Luiza Coelho, Julianna Costa, Ana Raquel Farias e Jaine Santos, que moram em distintos da periferia de São Luís.

“O diferencial é a diversidade, cada uma tem sua vivência, sua bagagem, conhece as necessidades da sua região, o trabalho com certeza vai estar mais conectado com as comunidades”, afirmou Josy Gomes, co-candidata.

Coletivo Nós é eleito

E pela primeira vez a Câmara Municipal de São Luís terá um mandato coletivo, trata-se do coletivo Nós. O grupo foi eleito com 2.110 dos votos válidos.

O grupo, formado por militantes do PT, conta com seis pessoas: Jhonatan Soares, Flávia Almeida Reis, Delmar Matias, Eunice Costa, Maria Raimunda e Eni Ribeiro, que moram em bairros da zona rural e periféricos de São Luís.

São 6 jovens com diversas bagagens que se unem para fazer a diferença na política maranhense. A eleição do Coletivo Nós demonstra que há sim eleitores conscientes e dispostos a lutarem por reformas na política do estado que há décadas se mantém, em sua maioria, com os mesmos representantes.

Mas, o que é um mandato coletivo?

Bem, a legislação eleitoral não tem regras específicas para mandatos coletivos. Cada grupo escolhe uma pessoa para ser o candidato oficial, com nome e foto na urna eletrônica e para assumir o mandato em caso de vitória. Além disso, a pessoa escolhida é a única a ter direito de apresentar projetos de lei e discursar na tribuna.

Esse tipo de modelo requer confiança entre os companheiros de chapa, principalmente no que diz respeito a temas polêmicos, como a ocupação dos cargos em cada gabinete e o rateio dos salários. Cabe a cada coletivo estabelecer suas regras.

Clique aqui para conferir a matéria do Politize! que amplia as discussões sobre o Mandato Coletivo

Confirmado: Eduardo Braide e Duarte Júnior enfrentarão o segundo turno em São Luís

0

O primeiro turno das eleições municipais em São Luís terminam na noite deste domingo (15) e Eduardo Braide (Podemos) e Duarte Júnior (Republicanos) são os candidatos que enfrentarão o segundo turno no próximo dia 29 de novembro.

Com 37,81% dos votos computados, Braide concluiu os resultados em primeiro lugar e Duarte em segundo, com 22,15% dos votos na capital maranhense.

Em entrevista, o candidato do Podemos, Braide, agradece à população ludovicense pelos resultados e diz “Agora é aumentar. Aumentar o número de apoiadores, aumentar aquilo que a gente tem para apresentar à nossa cidade”.

Se tratando de alianças e apoiadores para enfrentar o segundo turno, Braide fala: “Já recebi as primeiras ligações de apoio, de pessoas que já demonstraram interesse em estar caminhando junto conosco e é isso que nós vamos fazer daqui pra frente: aumentar o número de parceiros, aumentar o time para que a gente possa chegar no dia 29 de novembro com a vitória”.

Em vídeo, o candidato Duarte Júnior agradece à cidade de São Luís dizendo “Muito obrigado por ter apostado e acreditado em uma nova forma de fazer política, uma política das pessoas, pelas pessoas e com as pessoas”.

O candidato continua: “É muito importante haver uma união, haver uma unidade, unir todos aqueles que querem uma São Luís ainda melhor. Dar continuidade aquilo que a atual gestão fez e faz de bom. E mudar rapidamente aquilo que precisa ser modificado”.

Na contagem dos votos, em terceiro lugar está Neto Evangelista (DEM), com 16,24% dos votos; em quarto, Rubens Júnior (PCdoB) com 10,58%; quinto, Bira (PSB) com 4,30%; sexto, Silvio Antônio (PRTB) com 3,14%; sétimo, Jeisael (REDE) com 2,76%; oitavo, Yglésio Moyses (PROS) com 1,92%; nono, Professor Franklin (PSOL) com 0,68%; e em décimo lugar, Hertz Dias (PSTU) com 0,42%.

Confira a lista de prefeitos eleitos no Maranhão em 2020

0

Abaixo está o resultado das eleições 2020 no Maranhão. Basta clicar no link abaixo e pesquisar o nome dos municípios do Maranhão que aparecerá o nome, partido e percentual de cada candidato eleito prefeito em nosso estado.

Clique e confira a lista de prefeitos eleitos no Maranhão. 

Fraude eleitoral: Deibson Balé usa pesquisa fraudada para tentar enganar eleitores em Trizidela do Vale

0

O grupo político liderado pelo atual prefeito de Trizidela do Vale, Fred Maia e pelo ex-prefeito Jânio Balé, está tentando a qualquer custo fazer seus sucessores políticos nos municípios de Pedreiras e Trizidela do Vale. Se para chegar ao poder nas duas cidades é necessário enganar os eleitores com pesquisa fraudulentas, eles assim estão fazendo sem o menor escrúpulo.

A pesquisa lançada nesta sexta-feira (13) em Pedreiras e Trizidela do Vale pela Rádio e TV Maracu de Viana, tem margem de erro de 6,2 e coloca os candidatos Vanessa Maia (Solidariedade) na frente do candidato Dr. Humberto (PSC) no município pedreirense, todas as pesquisas recentes divulgadas, revelam o contrário. Em Trizidela do Vale, o mesmo grupo político amplia descaradamente o percentual de Deibson Balé ( PDT) em relação ao segundo colocado, Vinicius Louro ( PL), um desespero, pois a última pesquisa resgistrada coloca os dois candidatos em empate técnico.

As pesquisas eleitorais da TV e Rádio Maracu de Viana já são conhecidas da população maranhense por fraudarem pesquisas com interesses de quem as contrata. Recentemente, a juíza Carolina de Sousa Castro, titular da 20ª Zona Eleitoral de Viana-MA, emitiu sentença determinando a imediata suspensão da divulgação de dados de uma pesquisa eleitoral fraudulenta que aponta a atual prefeita de Cajari-MA, Camyla Jansen Pereira (DEM), liderando a corrida sucessória no município da Baixada Maranhense com números fraudados. Veja a baixo o documento da sentença que derrubou a pesquisa.

Ou seja, se o grupo político de Fred Maia contratou tal pesquisa, é claro que ele pagou para que os seus candidatos estejam na frente dos seus adversários, isso é óbvio e nem se discute. Só que esse tipo de fraude eleitoral, tem um único objetivo, influenciar a decisão do eleitor. 

Parece que não, mas divulgar pesquisa eleitoral fraudulenta é crime no Brasil de acordo com o artigo 33, 4° da Lei das Eleições (Lei n° 9.504/97) com pena de detenção de  6 meses a 1 ano e de multa de 50 mil a 100 mil reais. A pesquisa lançada em Pedreiras nesta quarta-feira já está sendo investigada pelo Tribunal Regional Eleitoral – TRE.

Servidor público é preso com R$ 5,6 mil em espécie sob suspeita de compra de votos no Maranhão

0

A Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) prendeu em flagrante nesta quarta-feira (11) um servidor público municipal por suspeita de compra de votos eleitorais na cidade de São João do Paraíso, município localizado a 759 km de São Luís.

O suspeito foi identificado como coordenador pedagógico de Educação do município. O nome e a idade não foram revelados pela polícia.

De acordo com as investigações, os policiais foram informados após uma denúncia, que o homem estaria fazendo a compra de votos em um veículo de cor branca pelas ruas do município.

Um patrulhamento na área foi realizado e o homem foi encontrado retirando uma grande quantia de dinheiro do banco traseiro do veículo. O suspeito foi abordado e após uma vistoria no carro, a polícia localizou R$ 5.630 reais em espécie.

Além disso, a polícia também encontrou uma planilha com dados pessoais de vários eleitores, onde eram atribuídos a cada um deles, com valores que variavam entre R$ 100 a R$ 700. Segundo as investigações, os nomes haviam sido indicados por vereadores que concorrem cargos na cidade.

Após o flagrante, o suspeito foi preso e encaminhado para a Delegacia de Estreito. Ele deve responder por Corrupção Eleitoral, crime que consta no Art. 299 do Código Eleitoral.