A Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) negou, por unanimidade, o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Foram contrários à solicitação de Lula os ministros Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Edson Fachin. Em licença médica, o ministro Celso de Mello não participou do julgamento virtual.

O processo foi analisado pelo plenário virtual após Fachin, relator dos processos relacionados à Operação Lava Jato no Supremo, negar o andamento ao pedido do ex-presidente em abril. “A irresignação não merece prosperar”, escreveu o ministro na ocasião.

Diante da decisão monocrática, a PGR (Procuradoria-Geral da República) não manifestou interesse em recorrer do voto de Fachin.

Fonte: R7 Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui