No dia 25 de novembro comemora-se o Dia Nacional do Doador de Sangue. Criada e assinada em 30 de junho de 1964 pelo então presidente Castello Branco, a data objetiva agradecer aos doadores de sangue pelo gesto de solidariedade e sensibilizar a sociedade sobre a importância da doação.

A escolha do mês de novembro, penúltimo mês do ano, foi justamente por esta ser uma época de baixos estoques nos bancos de sangue, sobretudo pela chegada da temporada de férias e outras comemorações que marcam o fim de ano. Essa data é diferente do Dia Mundial do Doador de Sangue, comemorado em todo 14 de junho, que foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2005.

No Brasil, centros de hemoterapia fazem campanhas nessa semana de novembro para chamar a atenção da sociedade e, por fim, tornar frequente essa ação solidária. Mobilizações locais são feitas ao longo da semana para fortalecer a doação de sangue, que no fim serão utilizadas por pessoas com doenças hematológicas variadas, câncer, que se submetem a cirurgias eletivas de grande porte e para emergências.

Imagem do Google

Quem pode doar?

Para concretizar a doação de sangue é necessário atentar para alguns critérios básicos. Vale ressaltar que tais requisitos não limitam totalmente a doação. Portanto, é necessário que o candidato informe-se e fique atento às triagens clínicas para então ter certeza se está apto ou não para doar.

Para fazer a doação de sangue é necessário:

  • Ter entre 16 e 69 anos;
  • Ter, no mínimo, 50 quilos;
  • Estar saudável;
  • Estar bem alimentado e descansado;
  • Após o parto, as mulheres devem esperar para doar sangue – entre 90 dias (parto normal) e 180 dias (cesariana).

Pessoas tatuadas também podem doar sangue desde que a tatuagem tenha sido feita há, pelo menos, 12 meses. O mesmo vale para quem colocou algum piercing no corpo, sendo que o intervalo de tempo pode ser de seis meses a um ano.

Sobre o intervalo entre uma doação e outra, os homens devem esperar dois meses, já as mulheres precisam aguardar três meses. Há também um limite de doações de sangue por ano: quatro para eles e três para elas.

Quais são os impedimentos temporários para doar sangue?

Pessoas com febre, gripe ou resfriado devem esperar sete dias após o desaparecimento dos sintomas para doar sangue. Quem teve diarreia recente e grávidas ficam um período sem contribuir. Mulheres que amamentam devem aguardar até 12 meses após o parto.

Quais são os impedimentos definitivos para doar sangue?

Segundo o Ministério da Saúde, diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade consiste em recusa definitiva do doador. Outras proibições incluem evidência clínica ou laboratorial de aids, vírus HIV, doenças associadas aos vírus HTLV I e II e doença de Chagas, uso de drogas ilícitas injetáveis e malária.

Onde posso doar sangue?

Para doar sangue, basta procurar as unidades de coleta de sangue da sua cidade, como os hemocentros.

Imagem do Google

A doação de sangue é um ato voluntário, feito por livre e espontânea vontade, onde o doador se dispõe a ajudar sem esperar por nenhuma recompensa. Isso é importante para que a qualidade do material coletado seja garantida e informações de saúde não sejam omitidas.

Portanto, se você atende aos requisitos e possui o desejo de participar dessa corrente do bem, doe. Sua doação pode ser pequena, mas a mudança na vida de quem a recebe é grandiosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui