O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está cancelando 70% dos Auxílio Doença após revisão. Em 20 dias, o pente-fino do INSS suspendeu 7 de cada 10 benefícios de auxílio-doença que passaram por revisão. Os cortes também atingiram pessoas que recebem aposentadoria por invalidez, mas numa proporção menor. Divulgados nesta segunda-feira (9), os números divulgados são de perícias feitas pela Previdência Social entre 1º e 21 de março.

Auxílio-doença + Aposentadoria por invalidez

Perícias feitas: 103,2 mil

Benefícios cortados: 44,4 mil (43% do total)

Auxílio-doença

Perícias feitas: 33,5 mil

Benefícios cortados: 24,9 mil (74%)

Aposentadoria por invalidez

Perícias feitas: 69,7 mil

Benefícios cortados: 19,5 mil (28%)

Pagamentos irregulares a pessoas que não possuem necessidades, nem tampouco atendem aos requisitos para recebimento dos benefícios são pontos que resultaram na revisão em tramite. Segundo nota do INSS, “os motivos de pagamento irregular mais comuns decorrem de recebimento indevido de benefício assistencial (BPC) por servidores públicos estaduais e municipais, bem como benefícios pagos a pessoas falecidas e pagamento de benefícios assistenciais pagos a pessoas cuja renda familiar supera o limite legal”.

Esta revisão dos benefícios faz parte da segunda etapa do pente-fino realizado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) desde 2016. A meta da nova fase é revisar 1,2 milhão de benefícios neste ano, sendo 273.803 de auxílio-doença e 995.107 de aposentadorias por invalidez. A expectativa do governo é economizar R$ 9,9 bilhões ainda este ano, totalizando cerca de R$ 15,7 bilhões ao longo do programa de revisão de benefícios.

Os trabalhadores estão sendo chamados aos poucos, por meio de carta. A dica é manter o endereço atualizado para não perder a convocação.

O prazo para perícia

O prazo para agendar a perícia termina em 13 de abril. Quem não fizer isso terá o pagamento suspenso. A partir da suspensão, o beneficiário tem até 60 dias para marcar o exame. Se não procurar o INSS neste prazo, o benefício será cancelado.

Como agendar?

O agendamento da perícia é obrigatório para todos os convocados e deve ser feito pelo telefone 135.  Ao ligar, tenha em mãos o número do CPF (ou do PIS/Pasep) do segurado, o número do benefício, documentos pessoais (como RG), além de papel e caneta para fazer anotações.

O que levar?

No dia da perícia, deverá ser apresentada toda a documentação médica que justifique o recebimento do benefício, como atestados, laudos, receitas e exames.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui