Foi informado nesta quinta-feira (19), pelo Ministério das Relações Exteriores, que entrou em vigor o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas entre o Brasil e os Estados Unidos para o uso da base de lançamento de Alcântara, no Maranhão. O pacto foi uma das medidas prometidas pelo governo brasileiro que, em contrapartida, viu pelo menos três das promessas americanas ruírem.

O texto mantém a proteção das tecnologias americanas usadas durante o lançamento de foguetes e suas cargas úteis, o que impede seu compartilhamento com os cientistas e instituições brasileiras envolvidas nas operações em Alcântara. Ainda assim, foi aprovado pelo Congresso Nacional. Mas permitirá a utilização comercial do Centro Espacial de Alcântara.

“Com a entrada em vigor doa cordo, o Brasil poderá se inserir no mercado espacial mundial como um forte participante no segmento de lançamentos, gerando desenvolvimento científico-tecnológico e socioeconômico, com criação de empregos e ampliação de empreendedorismo e de negócios de base local e nacional”, declarou o Itamaraty.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui