O soldado Rafael Constantino, que atirou na cadela Lessie, em São Luís, afirmou na última sexta-feira (24) que nunca teve a intenção de matar o animal. Ele também argumenta dizendo que é defensor dos animais, tanto que resgatou um cachorro de rua e tentava protegê-lo. O PM também arcou com os custos do tratamento da cadela.

O caso aconteceu na segunda-feira passada (20), no bairro Jardim Turu. De acordo com América Luana, que cuida de Lessie há três danos, a repercussão do caso deve servir de lição para o PM e outras pessoas que praticam crimes contra animais.

“Estava na porta quando o cidadão passou com um cachorrinho, e é natural de um cachorro latir para o outro. Então, eu acho que ela latiu para o cachorro e o intuito dele foi puxar a arma e atirar nela. A bala entrou e atravessou. Ficou mesmo bem feio”, afirmou América.

Rafael Constantino falou que, naquele momento, não tinha outra opção a não ser atirar e que voltou ao local que atirou para dar assistência para a cadela. Disse ainda que não poderia atirar para cima porque faz parte do treinamento do policial não fazer isso.

Apesar das alegações do policial, a Comissão de Defesa e Proteção dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil no Maranhão (OAB-MA) afirmou que vai cobrar previdências das autoridades e acompanhar de perto o caso.

Uma ação será enviada para a Corregedoria de Polícia Militar do Maranhão pedindo que o soldado seja punido administrativamente.

“Nós vamos na qualidade de membro da Comissão de Defesa dos Animais da OAB acompanhar não só o inquérito, mas também a parte da Corregedoria de Polícia a fim de que haja a penalidade administrativa e criminal e com isso, a gente vai dar o primeiro sinal do fim da impunidade contra os animais, seja por agentes públicos o que é um agravante, ou particular como um todo”, disse Sebastião Uchôa, presidente da comissão.

A Lei afirma que maus-tratos a animais é considerado crime ambiental, e pode levar até um ano de prisão. O caso da agressão contra a cadela Lessie chegou a ser enviado para a Delegacia do bairro Parque Vitória, mas não foi registrado nenhum boletim de ocorrência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui