O governo do Maranhão informou na última sexta-feira (13) que está orientando diretores de escolas a evitar que alunos que estejam com sintomas de resfriado, gripe ou similares, a não frequentarem as aulas da rede estadual de ensino, até o desaparecimento dos sinais. Até o momento, não há nenhum caso confirmado do novo coronavírus no estado.

A ação integra a lista de medidas de prevenção e assistência relativas ao novo coronavírus (COVID-19) que foi divulgada pelo governo estadual. A determinação também foi estendida para servidores públicos estaduais que apresentarem os mesmos sintomas. 14 casos suspeitos da doença estão sendo monitorados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

A medida já começa a atingir algumas escolas da rede estadual, dentre elas, o Liceu Maranhense que emitiu uma nota também na sexta (13) informando pais e alunos. Segundo a direção, os professores estão sendo orientados dos procedimentos com os alunos ausentes e as atividades para os demais estudantes continuarão normalmente.

“É a posição da escola. Muitos alunos estão gripados e melhor evitar contato para não espalhar a gripe aos demais”, disse Deurivan Sampaio, diretor do Liceu Maranhense.

Por meio de nota, a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) informou que recomendou a funcionários e alunos que estejam com sintomas de Covid-19 a não irem à universidade. Para os estudantes, não terá prejuízo em relação as faltas já que a lei garante que o aluno que tenha doença infectocontagiosa tenha suas faltas abonadas.

O governo também orienta que sejam evitadas viagens para área de risco da doença, a não ser que sejam emergenciais. Também será disponibilizado em breve, um número de telefone para prestar esclarecimentos sobre o COVID-19, além de informações no site e nas redes sociais da SES.

“Não podemos ter pânico”

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) fez um pronunciamento tranquilizando os maranhenses a respeito de casos suspeitos do novo coronavírus no estado. De acordo com Dino, o estado está articulado com o Ministério da Saúde, seguindo as orientações de prevenção e contenção da doença.

Leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Carlos Macieira, em São Luís, estão sendo ampliados para atendimento de casos graves caso sejam confirmados no estado, e vierem a necessitar de internação em área isolada.

Cuidados

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui