O reitor Natalino Salgado da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) anunciou em coletiva que a partir de terça-feira (17), as aulas estarão suspensas pelos próximos 30 dias em decorrência do coronavírus.

A UFMA possui vários campus e centros por todo os estado, mas setores administrativos devem continuar funcionando com o horário reduzido: das 8h às 14h ou das 14h às 20h.

Outra decisão é o afastamento dos servidores com mais de 60 anos, que são os mais vulneráveis a doença.

A decisão do reitor já é uma tendência de diversos órgãos públicos que seguem orientações do Ministério da Saúde com intuito de evitar a propagação do vírus no país.

Através das redes sociais, a Universidade liberou uma nota, já que o site da instituição se encontra fora do ar até o momento da escrita dessa matéria.

A UFMA declara que considera as orientações da OMS e a evolução do quadro nacional, as discussões do Comitê Operativo de Emergência do MEC e da UFMA, e a necessidade de estabelecer ações de proteção.

Confira a nota da UFMA na íntegra:

“Considerando as orientações da OMS, a evolução do quadro nacional, as discussões do Comitê Operativo de Emergência do MEC e da UFMA, e a necessidade de estabelecer ações de proteção em face aos eventos de proliferação e disseminação do coronavírus (SARS-COV-2 /COVID-19), a Universidade Federal do Maranhão resolve:

1. Suspender as aulas presenciais dos cursos de graduação, pós-graduação e extensão pelo período de trinta dias, a contar do dia 17 de março de 2020, em todos os nove câmpus da Instituição.

2. Manter as atividades administrativas. Será divulgado em breve o detalhamento sobre as especificidades de funcionamento de cada área.

3. Orientar o corpo docente quanto à utilização do SIGAA, para que as atividades curriculares sejam mantidas enquanto durar a suspensão das aulas presenciais, sem prejuízo ao calendário do semestre letivo.

4. Qualquer nova orientação será prestada por meio dos canais oficiais da UFMA: site, Rádio Universidade, TV UFMA e redes sociais.”

Nota oficial da Universidade

O Diretório Central dos Estudantes (DCE), informou por meio das redes sociais que foi criado o Comitê Operativo Emergencial (COE/UFMA) com o intuito de “estabelecer ações de proteção em face aos eventos de proliferação e disseminação do Coronavírus”

Além das suspensões das aulas, o Restaurante Universitário também ficará fechado.

Confira a nota do DCE na íntegra:

“O Reitor Natalino Salgado Filho, nos uso de suas atribuições criou o Comitê Operativo Emergencial – COE/UFMA, considerando a necessidade de estabelecer ações de proteção em face aos eventos de proliferação e disseminação do Coronavírus.

Dentre as ações a serem realizadas no âmbito da Universidade Federal do Maranhão em virtude da situação decorrente, podemos destacar as medidas de prevenção a seguir a partir de terça-feira (17):.

• As aulas presenciais em salas de aula estão suspensas por 30 dias, priorizando o desenvolvimento remoto das atividades acadêmicas, evitando impacto no calendário acadêmico;

• As atividades do Restaurante Universitário estão suspensas por 30 dias em razão da rotatividade e aglomeração de pessoas, como potencial risco à saúde.”

Nota do DCE UFMA

No total já são mais de 200 casos confirmados no Brasil. O Maranhão, apesar dos casos suspeitos, segue sem nenhum caso confirmado do Covid-19 até a finalização dessa matéria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui