Um caso inusitado aconteceu na noite dessa segunda-feira (30) no Hiper Mateus Renascença. Sem nenhum dos carros de aplicativo cadastrados na empresa para fazer entrega em domicílio disponível, uma cliente contou com a ajuda providencial de ninguém menos do que o dono do conglomerado do setor de varejo e atacado, Ílson Mateus, que estava por perto e constatou a dificuldade da mulher.

Sensibilizado com a situação, o empresário requisitou um veículo simples do grupo e transportou pessoalmente as mercadorias ao endereço indicado pela consumidora.

Em tempos de pandemia de novo coronavírus, em que diversos serviços estão suspensos ou funcionam com capacidade limitada – como é o caso do transporte por aplicativo, cujos motoristas estão, em grande parte, em isolamento social -, a solidariedade é essencial para que as pessoas possam suprir suas necessidades básicas.

O episódio, registrado em rede social pelo professor universitário e ambientalista Washington Rio Branco, foi uma lição de cidadania dada pelo empresário, que deveria ser aprendida e praticada por todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui