Imagem: TV Mirante

Funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fizeram uma manifestação na manhã desta segunda-feira (20), no bairro Filipinho, em São Luís, por causa da falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), importantes ferramentas no combate contra o novo coronavírus (Covid-19).

De acordo com Agnaldo Serra, presidente da Associação de Servidores do Samu, mais de 40 colegas de trabalho já precisaram se afastar do trabalho com sintomas da Covid-19.

“Já estamos com 42 colegas servidores afastados com sintomas do vírus. A gente espera que o poder municipal nos ajude com os EPIs para que os profissionais não atendam sem equipamentos. O que está acontecendo é isso, os colegas estão indo sem os equipamentos adequados”, explica Serra.

Além disso, Agnaldo diz que ambulâncias ficaram paradas por faltas de servidores à disposição. Os manifestantes contam 15 condutores, 8 técnicos de enfermagem, 2 auxiliares de serviços gerais, 1 enfermeiro, 3 médicos, 1 profissional do setor administrativo afastados, entre outros, até a manhã desta segunda-feira (20).

“Na Upa da Cidade Operária, teve paciente que ficou três horas esperando dentro da ambulância porque a Upa não tinha suporte para receber”, disse Agnaldo, alertando que a ausência de servidores impacta diretamente no atendimento de novos casos.

Na semana passada, o Governo do Maranhão listou as Upas da Cidade Operária, Itaqui-Bacanga, Vinhais e Araçagy como pontos de referência para receber casos suspeitos do novo coronavírus.

Entre as reivindicações dos servidores estão locais para atendimento dos servidores infectados, gratificação de insalubridade de 40%, pagamento do SUS para os que estão afastados do serviço, testagem no Samu para Covid-19, EPI’s adequados, protocolo de limpeza e higienização para equipes e veículos após cada atendimento e permanência do índice de previdenciário em 11% para servidores.

Segundo o boletim mais recente da Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Maranhão chegou neste domingo (19) a 1320 pacientes com o novo coronavírus em 40 municípios. O número de mortes também cresceu de 48 para 54 nas últimas 24h, sendo três registros em São Luís e um registro em Anajatuba, Imperatriz e Cururupu.

Cuidados

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui