Em 24 horas, foram confirmados 386 novos casos e 37 mortes pelo novo coronavírus de acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgado neste domingo (21). Com a atualização, o estado chegou a 70.059 infectados, 1.721 mortos e 46.936 recuperados.

Os óbitos confirmados pela Covid-19 foram registrados nas cidades de Anajatuba, Bacabal, Buriticupu, Codó, Marajá do Sena, Pinheiro, Ribamar Fiquene, Estreito, Governador Edison Lobão, Imperatriz, Lago da Pedra, São José de Ribamar, Amarante do Maranhão, Açailândia, Coelho Neto e São Luís.

Dos novos casos, 26 foram na Grande Ilha de São Luís (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa) e 360 nas demais regiões. Nenhum novo caso de infecção pela doença foi registrado em Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão.

Ao todo, 21.402 casos estão ativos no Maranhão. Deste número, 20.339 cumprem isolamento domiciliar, 669 estão internados em enfermarias e 394 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

De acordo com a SES, desde o início do monitoramento, o Maranhão já realizou 134.359 testes para Covid-19. Mais de 1,8 mil pacientes seguem com o diagnóstico sob suspeita e 63.723 foram descartados.

Mortes por Covid-19

A SES confirmou 37 mortes pela doença, nas últimas 24h, em 17 municípios. São eles Anajatuba (1), Bacabal (1), Buriticupu (1), Codó (1), Marajá do Sena (1), Pinheiro (1), Ribamar Fiquene (1), Estreito (2), Governador Edson Lobão (2), Imperatriz (2), Lago da Pedra (2), São Jose de Ribamar (2), Amarante do Maranhão (3), Açailândia (4), Coelho Neto (4) e São Luís (9).

O novo coronavírus já atingiu 214 dos 217 municípios maranhenses.

Ficar em casa

Ficar em casa é importante porque, segundo as autoridades de saúde, é a única maneira mais eficaz no momento para frear o aumento repentino no número de casos, o que poderia causar um colapso no sistema de saúde pela falta de leitos e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Um colapso causaria a diminuição drástica da capacidade do sistema de saúde em cuidar dos pacientes, o que aumenta a chance de óbitos por Covid-19 e também por outras doenças.

Cuidados

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui