O governador Flávio Dino (PCdoB) foi alvo de duras críticas de internautas ao comentar dados sobre desemprego divulgados pelo Governo Federal.

Ele ainda aproveitou para atacar o presidente Jair Bolsonaro ao mencionar a perda de 1,5 mil milhão de postos de trabalho no país durante a pandemia do novo coronavírus, mas esquecendo que no Maranhão foram extintas 8 mil vagas de emprego no mesmo período.

As reações de muitos cidadãos à postagem de Dino foram imediatas, firmes e certeiras, enquanto outros tentavam defendê-lo.

Um dos internautas ironizou a publicação de Flávio Dino ao escrever que no Maranhão não há vagas de trabalho para perder e que muitos conterrâneos, para fugir do desemprego, se mudam para outros estados em busca de oportunidades de sobrevivência.

Um segundo internauta criticou o que chamou de hipocrisia e mostrou-se ansioso para que chegue a hora para que ele dê explicações sobre a compra suspeita de respiradores durante a pandemia de Covid-19.

“Sua live com o ex-presidiário mostrou a credibilidade que vossas personalidades têm junto à sociedade”, bombardeou outro, em referência à transmissão virtual feita por Dino com o ex-presidente Lula nessa segunda-feira (29).

Auxílio emergencial

Uma das reações mais contundentes à postagem do governador maranhense foi a do internauta que se identificou como Edvanildo Lira, que além de acusá-lo de não conhecer o Maranhão, apontou a ajuda disponibilizada pelo Governo Federal a milhões de maranhenses como verdadeira salvação dos maranhenses em meio à crise do novo coronavírus.

“Se não fosse o Auxílio Emergencial do Governo Federal, muita gente estaria sofrendo terríveis consequências nessa pandemia”, registrou.

Outro comentário que chamou atenção foi o de um internauta que mencionou o desemprego gerado pelo próprio governo maranhense citando como exemplo a demissão de servidores da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade Operária.

“Todos os dias, profissionais de saúde chegam para trabalhar e são surpreendidos com a notícia de que foram dispensados”, revelou. “Aqueles que se arriscaram na linha de frente contra Covid-19 são demitidos sem dó nem piedade”, lamentou.

Abaixo, alguns comentários de internautas que reagiram negativamente à postagem de Flávio Dino:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui