O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), não irá apoiar nenhum dos candidatos a prefeito de São Luís que fazem parte da sua base de apoio – incluindo o pré-candidato do seu próprio partido, o deputado federal licenciado e ex-secretário estadual de Cidades, Rubens Júnior. A confirmação foi feita nesta quinta-feira (13), por meio da Secretaria de Estado de Comunicação e Assuntos Políticos (Secap).

“O governador respeitará todos os aliados que o apoiaram em 2018 e, por isso, não adotará nenhuma posição quanto ao 1º turno das eleições em São Luís”, afirma a nota, em resposta a questionamento feito pelo jornal.

Em sua reeleição ao governo nas últimas eleições, Flávio Dino teve apoio de 15 partidos: PCdoB, PT, PDT, PRB (Republicanos), PPS, PTB, DEM, PP, PR, PTC, PPL, PROS, AVANTE, PEN e PSB.

Sobre o fato de os melhores desempenhos do grupo governista nas pesquisas serem de partidos de direita e centro-direita, a nota continua: “Coerente com essa posição [de não declarar apoio], o governador não tem nenhuma opinião a emitir sobre os vários partidos aliados e que integram o Governo Estadual”.

Segundo a pesquisa Ibope de intenção de voto na capital maranhense, divulgada em 10 de agosto, os pré-candidatos governistas melhores colocados são o deputado estadual Duarte Jr (Republicanos, mesmo partido do vice-governador Carlos Brandão), que aparece em 2º lugar com 13%, e em 4º lugar o também deputado estadual Neto Evangelista (DEM), com 8%, seguido do deputado federal Bira do Pindaré (PSB), que soma 5%, enquanto Rubens Júnior (PCdoB), pré-candidato mais próximo do Palácio dos Leões, soma apenas 2% e Yglésio Moysés (PROS), 1%. O deputado federal Eduardo Braide (Podemos) vem liderando as pesquisas e aparece com 39% segundo o Ibope.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui