Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o isolamento social foi uma forma encontrada pelo Ministério da Saúde para prevenir um maior contágio da doença no país.

No Maranhão não foi diferente, logo no começo o Governador utilizou o isolamento social como uma maneira de minimizar o avanço do vírus. Mas de acordo com a plataforma Mapa Brasileiro da Covid-19, que é feito pela empresa de tecnologia de localização In Loco, apenas 37,9% da população maranhense está cumprindo com a medida.

A última atualização do mapa foi feita no dia 17 de agosto. O Maranhão continua entre os estados com o pior índice no cumprimento do isolamento social. Desde a reabertura de bares e restaurantes está sendo recorrente aglomerações em diversos pontos da capital maranhense.

A reabertura dos estabelecimentos pode ser um dos fatores que está fazendo com que a população não obedeça as normas.

O Maranhão já esteve entre os seis estados com os melhores índices de cumprimento do isolamento social, durante o lockdown o estado teve a média de 40% no cumprimento do isolamento social.

Coronavírus no Maranhão

De acordo com informações do boletim epidemiológico, divulgado na noite desta segunda-feira (17) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Maranhão já registrou 137.408 casos confirmados, 3.277 mortes e 126.242 recuperados pelo coronavírus. Nas últimas 24h foram registrados 555 novos casos e 13 mortes pela doença.

Também de acordo com o boletim, o interior do estado é onde está o maior número de novos casos registrados com 473, a ilha de São Luís registrou 81 e Imperatriz 1.

Dos mais de 137 mil casos, 7.889 estão ativos. Desses, 7.398 estão em isolamento social, 291 internados em enfermaria e 200 em leitos de UTI.

Clique aqui para conferir o último boletim completo divulgado pela SES

Centros de testagem em São Luís

Quem apresentar sintomas de Covid-19, deve procurar o Centro de Testagem da Policlínica Diamante e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), localizadas no Vinhais, Itaqui-Bacanga, Cidade Operária e Araçagy. Para os profissionais da área da saúde e segurança pública os atendimentos ocorrem no Viva da Beira-Mar.

Ficar em casa

Ficar em casa é importante porque, segundo as autoridades de saúde, é a única maneira mais eficaz no momento para frear o aumento repentino no número de casos, o que poderia causar um colapso no sistema de saúde pela falta de leitos e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Um colapso causaria a diminuição drástica da capacidade do sistema de saúde em cuidar dos pacientes, o que aumenta a chance de óbitos por Covid-19 e também por outras doenças.

Cuidados              

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui