Prefeito Juran carvalho e a secretária Vitória Lima

Vitória Lima Santos, secretária da Indústria e Comércio do governo Juran Carvalho, foi presa na última quarta-feira (02) ao confessar em juízo ser “funcionária fantasma” da prefeitura, além da prática da famigerada “rachadinha”.

Nomeada por Juran Carvalho em 26 de maço de 2020 para exercer o cargo de primeiro escalão do governo municipal, a Secretária confessou perante o Juiz que efetivamente nunca trabalhou, pois só assinava a folha de ponto, não sabendo sequer as atribuições de sua função.

Vitória, disse também, sem qualquer constrangimento, que dos R$ 9.600,00 (nove mil e seiscentos) que recebia como proventos, ficava apenas com 600,00 (seiscentos) devolvendo o restante para “alguém”, ou seja, os R$ 9 mil.

Agora cabe ao Delegado de Polícia investigar e descobrir quem ficava com esses R$ 9 mil. Para isso, basta quebrar o sigilo bancário da custodiada ou requisitar as imagens internas do banco que comprovem os depósitos.

Vitória recebia apenas R$ 600 e o resto era destinado a outra pessoa

– Aliança Juran/Irene

Vitória Lima Santos foi nomeada secretária do município de Presidente Dutra na mesma época da aliança Juran com a ex-prefeita Irene Soares.

Vale lembrar também que a secretária presa é cunhada do pré-candidato a vereador Adonias Colmeia, administrador da fazenda de Irene Soares e recebe dela o apoio político nessa eleição.

Na quarta (02), foi presa apenas uma pequena fantasma, entretanto, a população toda sabe que a prefeitura de Presidente Dutra é uma enorme casa mal assombrada, povoada de “espíritos” degenerados e famintos por dinheiro público.Novas prisões virão. Mas isso é uma outra história.

Confira abaixo trechos do depoimento da Secretária de Juran, Vitória Lima Santos:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui