O Maranhão possui 658 gestores com 1.338 contas julgadas irregulares, popularmente conhecidas como “fichas sujas”, de acordo com dados o Tribunal de Contas da União (TCU). O número de contas julgadas irregulares é maior que o número de administradores, porque há gestores com mais de uma conta irregular.

O Maranhão é o estado do Brasil com mais administradores ou ex-administradores públicos nesta situação. O segundo colocado é o estado de São Paulo, com 599 gestores e 857 contas.

A entrega da relação com o nome dos quase 8 mil gestores públicos de todo o Brasil que tiveram suas contas julgadas irregulares pela Corte de Contas foi feita nesta segunda-feira (15), pelo presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro José Mucio Monteiro, ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso.

A data da entrega da lista ao TSE, que originalmente acontece até o dia 15 de cada ano eleitoral, neste ano, em decorrência da pandemia de Covid-19, foi prorrogada para até o dia 26 de setembro, de acordo com a Resolução TSE 23.627/2020.

Como acessar a lista

O Tribunal disponibiliza a lista de responsáveis com contas julgadas irregulares, em tempo integral, na página https://contasirregulares.tcu.gov.br/

Para acessar os dados segmentados por ano, estado, município, entre outros tipos de relatórios, acesse: https://contasirregulares.tcu.gov.br/ordsext/f?p=105:16

Veja também a cartilha que o TCU preparou sobre o tema.

Como emitir certidões negativas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui