A situação da prefeita interina e candidata à reeleição, Paula Azevedo (PCdoB), a cada dia que passa fica mais complicada e a Justiça Eleitoral em breve deve dar o parecer em relação ao processo de impugnação de Nº 0600271-86.2020.6.10.0093, um dos principais motivos que devem tirar o sono da chapa comunista e pesedebista em Paço do Lumiar.

A falta de transparência sobre gastos de recursos federais com a pandemia, fato que tem dado prisões a chefes dos executivos em todo o Brasil, onde Paço do Lumiar recebeu em torno de R$ 10,5 milhões em recursos, um ato gravíssimo que inclusive já foi noticiado no site Maiobão TV, onde a Promotoria de Justiça do município abriu inquérito com mais de 300 páginas para apurar possíveis crimes contra o erário público.

Um outro fato curioso sobre o pedido de impugnação foi a omissão de bens nas declarações das rendas dos membros da chapa majoritária, a prefeita Paula omitiu o patrimônio com valor aproximado de R$ 340 mil, declarado nas eleições de 2016 e o postulante a vice, Inaldo Pereira que também sonegou em sua declaração de renda a icônica Pajero modelo TR4 de cor preta, adquirida às vésperas das eleições de 2018.

Com isso, o sinal de alerta paira sobre a coordenação da campanha da prefeita interina, que terão que se preocupar com mais um processo para se defender na Justiça.

Confira aqui alguns processos contra Paula

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui