O secretário estadual de Saúde do Maranhão, Carlos Eduardo Lula, confirmou na manhã desta sexta-feira (9) que testou positivo para o coronavírus.

“Recebi o diagnóstico positivo para a Covid 19. Estou assintomático, mas manterei as medidas preventivas e o isolamento durante o período recomendado” escreveu o secretário nas redes sociais.

Ainda na publicação, Carlos Lula informou que vai continuar com suas funções na Secretária de Saúde virtualmente.

Em setembro, Carlos Lula foi criticado após vídeos mostrarem o secretário sem máscara, em cima de um palco, dançando para uma plateia de mais de mil pessoas durante convenção do atual prefeito da cidade de Coroatá.

Além de liderar a pasta estadual, Lula é presidente do Conass, o Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde.

Na época, por meio de nota, o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, informou que só tirou a máscara para falar e recolocou após o pronunciamento. Ele afirmou que participou do evento em caráter pessoal e não institucional.

No Maranhão, o uso de máscara é obrigatório em locais públicos ou privados, onde há circulação de pessoas. A multa para quem não usa pode chegar a R$ 2 mil e a fiscalização é realizada pela Vigilância Sanitária, órgão subordinado à Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Coronavírus no Maranhão

O Maranhão chegou a 178.192 casos e 3.849 mortes por Covid-19 nesta sexta-feira (9), de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES). Nas últimas 24 horas, foram notificados 608 casos e 11 mortes pela doença.

Dos novos casos, 100 foram na Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa), 119 em Imperatriz e 389 nos demais municípios do estado. O estado possui 4.533 casos sob suspeita.

O número de recuperados pela doença no Maranhão também subiu e chegou a 170.699.

Os óbitos foram registrados nas cidades de Balsas (1), Campestre do Maranhão (1), Grajaú (1), São José de Ribamar (1), Presidente Dutra (1), Imperatriz (2), São Luís (2) e Timon (2).

Até o momento, o estado tem 3.644 pacientes em tratamento, 3.329 estão em isolamento domiciliar, 198 internados em enfermarias e 117 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Desde o início da pandemia, 3.581 profissionais da saúde foram infectados pela Covid-19 e deste número, 3.498 se recuperaram e 65 morreram. No estado, já foram realizados 399.401 testes para a doença, sendo que 218.554 foram descartados.

Clique aqui para conferir o último boletim completo divulgado pela SES

Ficar em casa

Ficar em casa é importante porque, segundo as autoridades de saúde, é a única maneira mais eficaz no momento para frear o aumento repentino no número de casos, o que poderia causar um colapso no sistema de saúde pela falta de leitos e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Um colapso causaria a diminuição drástica da capacidade do sistema de saúde em cuidar dos pacientes, o que aumenta a chance de óbitos por Covid-19 e também por outras doenças.

Cuidados              

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui