Nessas eleições de 2020, o Município de Urbano Santos (MA) passa por uma situação curiosa. A Justiça Eleitoral cassou todo mundo, mas é preciso voltar um pouco para as eleições de 2016. De um lado, a Prefeita Iracema Vale, e seu grupo, apoiado pelo Deputado Federal Aluísio Mendes (PSC) disputava a reeleição. De outro lado, Washington do Posto, empresário local, concorreu pela oposição, tendo Raimundo PC de Vice.
Iracema Vale do PT foi reeleita, com 8.780 votos (54,41% dos votos válidos) e Washington do Posto do PSDB teve 7.113 votos (44,08%).


Contudo, fora das urnas, ambos os lados buscaram utilizar a Justiça Eleitoral para retaliação. As ações judiciais, infelizmente, costumam demorar. Tomaz de Aquino, Totó, atual Presidente da Câmara de Vereadores de Urbano Santos ajuizou a AIJE n° 600-52.2016.6.10.0073, por meio da qual Washington do Posto ficou inelegível por 08 anos, a partir das eleições de 2016, após ser condenado por sonegação e fraude de informações na prestação de contas.


Recentemente, negou-se o seu registro de candidatura e uma querela nullitatis que visava anular sua condenação e restaurar seus direitos políticos. Em contrapartida, o inelegível Washington do Posto também ajuizou uma ação eleitoral por abuso de poder político e econômico contra Totó, Iracema Vale (Prefeita) e Darcy (Vice-Prefeita) – AIJE n° 506-07.2016.6.10.0073 e AIJE n° 599-67.2016.6.10.0073.
A Justiça Eleitoral julgou-as procedentes reconhecendo corrupção eleitoral pela distribuição de Cestas Básicas no Povoado Baixao do Loterio e conduta vedada na construção de uma caixa d’água e na contratação de servidores para servir de cabos eleitorais sua, ilícitos que resultaram na cassação do mandato e suspensão dos direitos políticos por 08 anos de Totó, Iracema Vale (Prefeita) e Darcy (Vice-Prefeita).

Inclusive, o mais curioso, é que Iracema Vale é apoiada por Aluísio Mendes e seu adversário Washington, por Josimar do Maranhãozinho, inimigos políticos. Da mesma forma, outra curiosidade é que Washington do Posto já foi cunhado de Tomaz de Aquino, Totó (hoje inimigos políticos). Nessa história toda, merece parabéns a Justiça Eleitoral pela sua atuação isenta e imparcial, atribuindo o mesmo peso a ambos os lados da disputa.

É aquele velho ditado, que serve de parâmetro de Justiça: pau que dá em Chico, dá em Francisco!!!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui