Candidato Valdivino Cabral

A Justiça Eleitoral de Santa Inês determinou a apreensão de pelo menos 2 veículos de som da coligação do candidato Valdivino Cabral. Os veículos estavam fazendo propaganda de reuniões do candidato nas ruas, o que é proibido.

De acordo com a lei, só pode ser utilizado carro de som em carreatas, comícios e visitas do candidato. O que vinha sendo desobedecido na campanha de Cabral.

Caso os veículos não sejam encontrados pela polícia, a Justiça determinou que os representantes da coligação de Cabral entreguem os automóveis até esta segunda-feira. Pelo descumprimento, a pena será de multa no valor de R$10.000,00 (dez mil reais) por dia.

CABRAL E A JUSTIÇA

O histórico de Cabral com a justiça já é de conhecimento da população. Quando se coloca o nome dele no Google, a primeira página que aparece é do JusBrasil listando todos ou pelo menos os principais processos envolvendo Valdivino Cabral Filho. Ele foi condenado pelo TCU – Tribunal de Contas da União – pelo desvio de recursos da área da saúde quando era prefeito de Santa Inês. Cabral está direta e indiretamente na Prefeitura de Santa Inês desde 1989, quando ganhou pela primeira vez como Prefeito.

Cabral lutou muito na Justiça, com a ajuda dos deputados federais, Josimar de Maranhãozinho e Juscelino Filho, para poder conseguir uma liminar para concorrer às eleições. Diante de tantos problemas na justiça, o registro de candidatura de Cabral foi o último a ser deferido. Saiu neste domingo, último dia do prazo.

Com tantas irregularidades e lutando na justiça para se manter no poder, pode não ser um bom sinal para o eleitor. Caso fosse eleito, Cabral teria que sustentar essa liminar. Essa incerteza só traz mais atraso.

Bem próximo a cidade está Pindaré, onde Henrique Salgado governa sob liminar. O resultado é um município sucateado, sem nenhum avanço em 4 anos, tudo por conta de uma gestão forçada na justiça.

JUSTIÇA E ESTRATÉGIAS PELO PODER

Vendo toda a luta judicial de Cabral para poder concorrer às eleições, grande parte da população de Santa Inês sabe dos riscos de uma administração aos trancos e barrancos. Um comentário que está se fortalecendo na cidade, é que o candidato a vice-prefeito de Cabral, Cleoner Uchoa, é indicação de Josimar de Maranhãozinho.

Como Cabral está cheio de processos na justiça, se fosse eleito, Josimar derrubaria Cabral para seu vice assumir a gestão. Um sonho antigo de Josimar de comandar Santa Inês finalmente seria cumprido.

A única certeza mesmo: o eleitor de Santa Inês deve ser muito cauteloso na hora de votar. Porque se votar errado, o município vai ficar ainda mais no atraso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui