Cartazes em áreas públicas, muros de prédios abandonados, postes, tapumes de obras públicas. Enfim, uma infinidade de propagandas irregulares são vistas pelas ruas de São Luís.

O Ministério Público (MP) Eleitoral realizou, no final do mês de outubro, um levantamento nas ruas da cidade para registrar possível descumprimento nas propagandas eleitorais expostas de candidatos a cargos do município.

Segundo o relatório do agente de segurança, foram flagrados cartazes fixados em áreas públicas e estabelecimentos comerciais, em áreas como Avenida dos Holandeses, Ponta do Farol, Avenida Ana Jansen, Avenida Colares Moreira, retorno do São Francisco, Segunda Travessa Júlio Roça, Avenida Castelo Branco, Avenida Sambaquis, Avenida Camboa, cabeceira da ponte Bandeira Tribuzzi, Avenida Senador Vitorino Freire, Rua do Passeio e Rua das Cajazeiras.

Nas imagens, podem ser vistas propagandas irregulares de candidatos a prefeitura, como o Duarte Júnior. Assim como propagandas de conhecidos candidatos a vereador como Dr. Gutemberg, Chico Carvalho, Marquinhos, Ivaldo Rodrigues, Raimundo Penha, Osmar filho, André Campos, Natassia Weba, entre outros.

De acordo com a lei, os cartazes não podem ser fixados em praças, postes de iluminação pública, estabelecimentos comerciais e áreas públicas de uma maneira geral e, ainda, a área da propaganda eleitoral de um mesmo candidato em exposição não pode ultrapassar a medida de 4m² em cada local.

Para o Procurador Regional Eleitoral, Juraci Guimarães, “além de contrariar a legislação eleitoral, a fixação de cartazes em muros traz consequências desastrosas para a paisagem urbana das cidades. Dessa forma, os candidatos serão notificados para removê-los, sob pena de multa”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui