A Polícia Federal intimou a empresa de segurança Clasi – que presta serviços a diversas secretarias e órgãos do Governo do Maranhão – a explicar em que circunstâncias se deu sua contratação para o desenvolvimento do projeto “Centro Seguro“.

Na semana passada, imagens que passaram a circular nas redes sociais flagravam agentes da empresa realizando policiamento ostensivo em ruas do Centro Histórico de São Luís, o que é vedado por lei.

Além disso, a Clasi foi proibida pelos federais de continuar atuando como Polícia Militar na área.

Além da autuação da empresa, um ofício do deputado estadual César Pires (PV) solicitas à Superintendência da PF no Maranhão manifestação sobre a regularidade da atividade de segurança armada implantada pelo governo Flávio Dino (PCdoB).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui