Patricia McCloskey se declarou culpada de “assédio” e foi multada em cerca de R$ 10 mil e seu marido admitiu ter cometido uma “pequena agressão” e foi condenado a pagar pouco mais de R$ 3.750. Casal evitou ir a julgamento e enfrentar penas mais severas, que poderiam vir acompanhadas da proibição do porte de armas de fogo.

BLM contra a violência policial

Em junho de 2020, quando os Estados Unidos foram palco de grandes manifestações contra a violência policial e o racismo, o casal de advogados brancos na casa dos 60 anos apontou armas para manifestantes antirracistas e nessa quinta feira (17) confessaram-se culpado à justiça

Na época um vídeo da cena viralizou. Os dois estavam descalços, ele apontando um fuzil semiautomático e ela, uma pistola. O então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retuitou sem fazer comentários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui