Chamando a ave de Molothrus Bonariensis, poucas pessoas sabem identificar! Já tratando-a pelo nome popular que tem – CHUPIM – aí todo mundo conhece quem é até sabe contar o porquê de se chamar assim! O CHUPIM é uma ave hospedeira, parasita, exploradora do trabalho de outras aves! O CHUPIM não constrói seu próprio ninho. Quando está prestes a por, a fêmea CHUPIM busca ninhos já prontos e ali deposita seus ovos. Eles serão chocados e quando os filhotes nascerem, estes serão alimentadas pela mãe adotiva em detrimento das suas crias de fato e de direito.
Pois é! A natureza nos ensina muitas lições e, desgraçadamente, há muitos entre os humanos que optam por aprender e praticar as piores!
Quando um ex governador, ex ministro e deputado federal se presta ao serviço de apequenar-se a mera ave hospedeira, e fala de ZPE como se ZEMA não fosse e omite vergonhosamente o nome do senador Roberto Rocha como sendo o “pai da criança”, “o originador da benção” e o “legislador original”, fica patente o caráter CHUPIM de uma prática politicalhesca. Pegar carona na exitosa gestão do prefeitos Eduardo Braide frente a crise pandêmica de COVID-19 já é flagrante demonstração de ausência de ter o que apresentar que lhe confira destaque nacional! Porém, não reconhecer o protagonismo do senador Roberto Rocha na condução de todo o processo de aprovação da ZEMA/ZPE é, acusar o golpe da forma mais sórdida e vexatória possível!
Cabe ao Senhor governador do Maranhão, pródigo que é esgrimindo o verbo nas redes sociais, assumir a devida postura de estadista, purgar a falta ética e deselegância moral do seu subordinado e publicar, ainda que seja uma breve nota agradecendo a Eduardo Braide e a Roberto Rocha pelos ímpares serviços prestados por ambos ao povo do Maranhão!
O pensamento cristão que nos ensina o dever de “dar a César o que é de César e dar a Deus o que é de Deus, não pode jamais ser pervertido ou ‘convertido’ em máxima comunista “daí a César quando EU FOR CÉSAR e daí a Deus quando eu for Deus ou um PROFESSOR DELE!”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui