O presidente Jair Bolsonaro deu bronca em ministros e mostrou uma irritação acima do normal em reunião nesta semana que discutiu, entre outros temas, a CPI da Covid. A informação foi relatada ao blog por interlocutores presidenciais.

Desde a divulgação da suposta elaboração de um dossiê pelo ex-diretor do Ministério da Saúde Roberto Dias, com informações sobre esquemas na pasta, o Palácio do Planalto acendeu o sinal de alerta e acionou aliados para entrarem em contato com o servidor.

Ao ser exonerado sem maiores explicações, Roberto Dias se sentiu “abandonado” pelo governo – por isso, teria elaborado o dossiê. Presidente da CPI da Covid, o senador Omar Aziz (PSD-AM) afirma ter a informação de que Dias entregou o dossiê a dois parentes, incluindo um que mora na Espanha.

Segundo senadores da CPI, ao deixar vazar a informação sobre o tal dossiê, Dias passou o recado para o governo: se ele cair, vai levar mais gente junto. Daí, o temor do Planalto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui