Segundo os dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde, o Maranhão não registrou óbitos causados pelas doenças neste ano

O Maranhão já registrou, até o momento, 680 casos confirmados de dengue, 6 de zika vírus e 21 de chikungunya em 2021, sem registro de óbitos causados pelas doenças. Já em 2020, durante os 12 meses do ano foram mais de 1,7 mil casos de dengue, zika e chikungunya notificados no estado, sendo que 5 óbitos causados por Dengue foram confirmados.

Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) nesta sexta-feira (6).

Queda no número de casos em 2021

No comparativo dos seis primeiros meses de 2021 com igual período de 2020, a SES identificou uma redução no número de casos das doenças no Maranhão.

Em relação à dengue, o Boletim Epidemiológico da SES apontou que, de janeiro a junho de 2020, o estado registrou 1.621 casos confirmados da doença. E, em igual período de 2021, houve o registro de 882 pessoas infectadas. Os números apontam uma redução de 58% dos casos.

Já a Chikungunya teve uma redução de 75% no número de casos confirmados, sendo 85 registros no primeiro semestre de 2020 e 21 em igual período de 2021.

Quanto à Zika, o Maranhão teve uma diminuição de 90% no número de casos. No primeiro semestre de 2020 foram 66 casos confirmados e, em igual período de 2021, houve apenas 6 registros.

egundo a SES, a redução das notificações das arboviroses podem ser, em parte, reflexo da atenção dos serviços de saúde que se encontram voltados para a suspeita de infecção por Covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui