As atletas brasileiras brilharam em Tóquio, fechando os Jogos com o melhor desempenho até agora em todas as Olimpíadas de que participaram. Elas subiram ao pódio em Tóquio nove vezes, ante cinco vezes no Rio, em 2016. Foram 3 ouros, 4 pratas e 2 bronzes.

Rayssa Leal ganhou prata no skate street olímpico 

Rebeca Andrade sorrindo e fazendo sorrir com as duas medalhas que vai levar para a casa. Rayssa Leal com sua primeira, de prata, aos 13 anos. Ana Marcela Cunha com o ouro tão sonhado há tempos. Bia Ferreira conseguindo uma prata inédita no boxe.

As atletas brasileiras brilharam em Tóquio, fechando os Jogos com o melhor desempenho até agora em todas as Olimpíadas de que participaram. Elas subiram ao pódio em Tóquio nove vezes.

A ginasta Rebeca Andrade, de 22 anos, levou duas medalhas uma de prata e outra de ouro . Martine Grael, de 30 anos, e Kahena Kunze, também de 30, conquistaram o bicampeonato olímpico na vela. A nadadora Ana Marcela Cunha, de 29 anos, finalmente colocou a medalha olímpica de ouro ao lado das várias medalhas de campeonatos mundiais que já tinha. Luisa Stefani, de 23 anos, e Laura Pigossi, de 27 anos, fizeram história no tênis brasileiro olímpico, conquistando uma medalha de bronze inédita para o Brasil. Mayra Aguiar, de 30 anos, também conquistou o bronze no judô, tornando-se a primeira brasileira a conquistar três medalhas olímpicas em um esporte individual.

Mayra Aguiar, de 30 anos, também conquistou o bronze no judô, tornando-se a primeira brasileira a conquistar três medalhas olímpicas em um esporte individual.

Das 21 medalhas com as quais o Brasil volta para casa, 9 foram conquistadas por mulheres ou equipes de mulheres. Esse número representa 41% do total.

As novas modalidades, como surfe e skate, engordaram o número total de medalhas que o Brasil conquistou. E Rayssa Leal, a skatista de apenas 13 anos, contribuiu para o ótimo desempenho das mulheres, subindo ao pódio em segundo lugar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui