Manifestantes pediam impeachment do presidente e protestavam contra alta dos preços de alimentos, energia e gás, além de criticarem o combate à pandemia de Covid-19.

Ato se concentrou na Praça do Pescador no Avenida Litorânea, em São Luís (MA)

Cidades brasileiras tiveram atos contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) neste domingo (12). Os manifestantes pediam impeachment do presidente. Também houve protesto contra o aumento do preço dos alimentos, da gasolina e do gás.

Os atos foram convocados pelo Movimento Brasil Livre (MBL) e pelo Movimento Vem Pra Rua.

Catorze capitais registraram protestos, além de Brasília: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Luís, Curitiba, Belém, Porto Alegre, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Manaus, João Pessoa, Goiânia e Vitória.

Durante os ato, as pessoas usaram camisetas brancas, pedindo “paz”, e se apresentavam como uma “terceira via”, defendendo “nem Bolsonaro, nem Lula”, em referência ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Convocada por MBL e Vem Pra Rua, a manifestação teve também a presença de políticos, representantes de partidos, além de centrais sindicais como a Força Sindical, Nova Central Sindical Trabalhadores (NCST), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui