Cacique da Aldeia Coquinho disse que cobram repasse de R$ 2,8 milhões da Eletronorte. Eles reclamam de distribuição insuficiente de cestas básicas, que vem com produtos vencidos.

Índios Guajajaras derrubam torres de eletricidade no Maranhão 

Indígenas de quatro territórios da Reserva Canabrava, situada região Central do Maranhão, derrubaram na manhã desse domingo (12) uma torre de energia da Eletronorte. Segundo eles, outras duas torres foram danificadas.

O local onde a torre foi derrubada fica na Aldeia Coquinho, uma das 20 aldeias da Reserva Canabrava, no município de Jenipapo dos Vieiras, a 438 km de São Luís.

Segundo o cacique da Aldeia Coquinho, Luciano Guajajara, eles derrubaram a torre para reivindicar que a Eletronorte deixe de fazer a distribuição de cestas básicas e faça o repasse de dinheiro diretamente aos índios, pois assim podem escolher onde comprar.

“Nós estamos reivindicando o repasse que a Eletronorte não cumpriu que seria no valor de R$ 2 milhões e 800 mil. Há mais de quatro anos nós estamos em busca desse recurso e ela vem nos enganando junto com a Funai e infelizmente sem avanços em favor das nossas comunidades indígenas. Ela distribui 1800 cestas, mas nós somos 4.500 famílias. Isso para nós índios foi um ponto negativo porque os produtos vieram todos vencidos e outros perto de vencer. Hoje queremos que a nossa proposta seja aprovada, queremos o vale-compra, ou seja, a autonomia de comprar o nosso próprio alimento”.

A Eletronorte informou que a linha está desligada, mas que atuou junto ao Operador Nacional do Sistema para que o fornecimento de energia não fosse interrompido. A Eletronorte disse ainda que obteve autorização judicial para entrada de técnicos na terra indígena para reparo nas torres de transmissão. As equipes aguardam a mobilização das forças policiais para dar início à recuperação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui