Por: Fábio Câmara

Normalmente, um baralho se compõe de cinquenta e duas cartas divididas em 4 naipes e cada naipe ( ouro, paus, espadas e copas) contendo 13 cartas. E os coringas, o que são? Bem, os coringas são cartas destacadas utilizadas apenas em alguns jogos e que detém poderes especiais conferindo a quem os possui vantagens que facilitam ganhar o jogo! No baralho normal o número máximo de coringas é de 2! No jogo político sucessório ao governo do Maranhão, por sua singularidade, se pode encontrar 3 CORINGAS, a saber: Roseana Sarney, Josimar de Maranhãzinho e o COVID-19!


Roseana é um coringa em razão de que, se decidir por não ser candidata ao governo do Maranhão, tem capital político e eleitoral suficiente para alavancar o projeto daquele com quem colar. E também é fato que, caso Roseana opte por concorrer ao governo, os dois maiores postulantes atuais (Weverton Rocha e Carlos Brandão) baseado no que têm demonstrado todas as pesquisas já feitas até hoje, serão imediatamente afetados nas suas perspectivas eleitorais, visto que passariam a disputar o segundo lugar no pódio ou à mesa da eleição!

Caem de primeiro e segundo para segundo e terceiro! Deixam de disputar a eleição no primeiro turno e passam a disputar uma vaga no segundo!
Josimar de Maranhãozinho é um CORINGA e tem potencial decisório até maior que o da própria Roseana! Senão, vejamos. Josimar é uma mão poderosa cujos 5 dedos apontando e definindo rumos são: DINHEIRO (que ele já provou saber operar), CAPITAL ELEITORAL( sempre mais votado – ele e a esposa – como estadual e como federal), CAPITAL POLÍTICO, (3 partidos fichados e 4 dezenas de prefeituras na conta), AUTONOMIA DE DECISÃO e CONEXÃO DIRETA COM A CANDIDATURA PRESIDENCIAL de Jair Messias Bolsonaro.

O coringa Josimar assim como a coringa Roseana, também pode ser candidato ao governo ou não! O que o distingue, porém, é que seu partido e o seu candidato à presidência da república definem uma única IMPOSSIBILIDADE DE JUNÇÃO: com Flávio Dino e com os seus! E é isso o que completará, definitivamente, qualquer mão!
E quanto ao terceiro e excepcional coringa – O COVID-19? Na eleição para a prefeitura de São Luís, o ex juíz Carlos Madeira desistiu da candidatura porque o terceiro coringa lhe alcançou!

Ainda no pleito de 2020 para a prefeitura da capital do Maranhão, o terceiro coringa fez um estrago significativo na corrida aloprada de Duarte Júnior e desconsiderar o COVID-19 enquanto coringa equivale a ignorar os ensinamentos da nossa história recente e presente e minorar o que, de tão grande, se fez pandêmico!


É fato que nem todas as cartas já tenham sido dadas! Porém, também é fato que, se em um baralho com 2 coringas a conjuntura se altera, no embaralhado jogo político e eleitoral sucessório do governo do Maranhão, 3 coringas tornam tudo muito mais pródigo de possibilidades!

O jogo já começou! Façam suas apostas!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui