A presença da variante acontece simultaneamente com o aumento no número de internações pediátricas por Covid-19 no estado. Desde o início da pandemia, 36 crianças já morreram por Covid-19 no Maranhão.

Ainda é cedo para entender completamente o impacto da ômicron, mas dados publicados recentemente trouxeram esperanças de que a infecção causada por essa variante possa ser mais branda 

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, afirmou nesta quinta-feira (3), que a tendência é que casos de Covid-19 com a variante ômicron prevaleçam no Maranhão, após a confirmação do primeiro caso a manhã desta quinta-feira (3).

A presença da variante acontece simultaneamente com o aumento no número de internações pediátricas por Covid-19. Além disso, o Maranhão é um dos estados que menos vacinaram crianças no país.

Somente nos primeiros dias do mês, 88 crianças testaram positivo para a Covid-19. Destas, 12 estão internadas sendo que nove, estão em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Embora os sintomas não sejam tão diferentes daqueles causados por outras variantes, há sutis mudanças na forma de apresentação da doença, e muitos dos pacientes infectados na nova onda têm relatos parecidos: o sintoma de dor de garganta antes de a maioria dos demais sinais da covid-19 aparecerem.

Por que a ômicron causa dor de garganta na maioria das pessoas?

A variante apresenta uma preferência pelas células da via área superior – garganta, seios da face e orofaringe, apesar de ainda faltarem informações que nos comprovem e indiquem por quê. São áreas onde é mais raro surgirem complicações graves.

Outros sintomas da ômicron além da dor de garganta

Os sintomas podem aparecer entre dois dias e duas semanas após a exposição ao vírus. Entre os mais comuns estão:

  • Dores musculares ou no corpo;
  • Dor de cabeça;
  • Cansaço extremo;
  • Febre;
  • Calafrios;
  • Tosse;
  • Falta de ar ou dificuldade para respirar;
  • Dor de garganta;
  • Congestão ou nariz escorrendo;
  • Náusea ou vômito;
  • Diarreia;
  • Perda de paladar ou olfato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui