Carlos Brandão (PSB), eleito como vice-governador na chapa com Flávio Dino (PSB) nas eleições de 2018, tomou posse como novo governador do Maranhão no dia 02 de abril de 2022.

TRAJETORIA DE BRANDÃO

Carlos Orleans Brandão Junior (Colinas, 2 de junho de 1958) é um empresário e político. Atualmente é governador do estado do Maranhão, filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). Foi vice-governador no pleito 2015 – 2022.

Anteriormente, atuou como deputado federal por dois mandatos consecutivos. É formado em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual do Maranhão. Iniciou sua vida pública nos anos 1990, ocupando o cargo de secretário adjunto de Estado de Meio Ambiente, e em meados dos anos noventa, passou pelas funções de chefia do gabinete do vice-governador, foi secretário de Estado de Articulação Política e também secretário-chefe do gabinete do governador. Sua primeira filiação política foi ao PFL.

Em 2006, filiou-se ao PSDB e disputou sua primeira eleição, concorrendo ao cargo de deputado federal. Nessa ocasião, foi eleito com quase 135 mil votos. Foi reeleito em 2010, cumprindo mais um mandato federal. Assumiu a presidência estadual do PSDB em 2011. Permaneceu no cargo até o rompimento com o partido, em 2017, filiando-se ao Republicanos (até então, PRB). Nas eleições de 2014, foi eleito vice-governador do Maranhão e reeleito em primeiro turno nas eleições de 2018. Em março de 2021, retornou ao PSDB e em janeiro de 2022, Brandão anunciou sua filiação ao PSB como pré-candidato ao governo do Maranhão.

LEALDADE

O Governador do Maranhão, Carlos Brandão, ocupou, nos últimos sete anos e três meses, o cargo de vice-governador, e ao longo desses anos cumpriu seu mandato com lealdade, acima de tudo, ao então governador Flavio Dino, bem como a seus aliados políticos, e a parceria com sua equipe de governo e toda a classe política do estado, respeitando o pluralismo político como um dos fundamentos da República onde a democracia passa a ser traço marcante já que a ideia é que não haja centralização de poder, mas multiplicidade de centros de poder.


Brandão, em sua trajetória política reunindo experiências e capacidades, colaborou com o governo, a partir de princípios democráticos por acreditar que o projeto político a ser implementado deve ser a continuidade ao trabalho que já vem sendo desenvolvido ampliando as políticas públicas, articulando a chegada de mais empreendimentos para que se possa gerar mais empregos, capacitando os maranhenses para receber o desenvolvimento social, alargando a visão de uma concepção estritamente relacionada ao crescimento econômico, para incorporar outros pilares do bem-estar social, sobretudo aqueles relacionados aos direitos sociais.


“Estou recebendo uma nova missão, a maior de todas. A missão de seguir trabalhando e fazer pelo Maranhão as coisas que a nossa gente e o nosso estado mais precisam. Governar o Maranhão é uma honra, mas também um desafio. Eu olho para os últimos sete anos com muita emoção e com muita alegria, porque o nosso governo colocou o Maranhão no rumo certo, no rumo da mudança”, declarou

Brandão, em seu governo vai destacar avanços sociais e as políticas públicas que devem alcançar os 217 municípios, principalmente nas áreas de educação, saúde, segurança alimentar e infraestrutura.

“Temos estrutura e projetos para avançar ainda mais. Nestes anos todos, o Maranhão construiu uma infraestrutura social que não tem comparação na nossa história. Nos últimos sete anos uma nova palavra foi escrita no dicionário maranhense: dignidade. Mas, como meu amigo Flávio Dino diz, ainda precisamos e podemos fazer muito mais, porque sabemos que o papel de um governante é trabalhar para fazer com que o amanhã seja melhor que o hoje”. Destacou.

O novo governador do Maranhão garantiu fazer um governo baseado em políticas públicas, de proteção dos direitos humanos, de todas as minorias, de valorização da mulher, e de uma completa e irrestrita abertura à participação popular, um governo de desenvolvimento com sustentabilidade, um governo que fortalecerá o municipalismo, preservando o respeito pelo dinheiro público.

“Nós já traçamos a agenda, vamos fazer mais, e muito mais pelo Maranhão”, enfatizou o novo governador do Maranhão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui